EZTEC na Mídia

SÃO PAULO - A Planner corretora dilvulgou nesta sexta-feira (1) sua carteira recomendada para o mês de outubro. O novo portfólio indicado apresenta quatro substituições em relação a setembro. Os papéis da AES Tietê (GETI4), Banco do Brasil (BBAS3), Gafisa (GFSA3) e Gerdau (GGBR4) cedem lugar a Cesp, EZTEC, Itaú Unibanco e CSN.

"A percepção é de que o sentimento melhorou, permitindo consenso de um outubro em linha mais moderada de performance para os negócios em bolsa do que em setembro", assinala a equipe da corretora.

Em razão da participação da Planner no processo de capitalização da Petrobras (PETR4), a corretora está em período de silêncio sobre a companhia

Recuperação natural

A equipe da corretora acredita que o mercado deve assistir um "natural movimento de recuperação", dado o retorno do investidor estranheiro, que aportou até 28 de setembro R$ 1,582 bilhão líquido na Bovespa. Gradualmente, a barreira dos 68.000 pontos foi superada e os analistas acreditam ser possível a busca pelos 71.000 no Ibovespa.

Desempenho anterior

O portfólio sugerido para setembro apresentou alta de 6,48%, ligeiramente abaixo dos 6,58% obtidos pelo Ibovespa. Metade dos 12 ativos indicados apresentaram valorização superior ao índice, são eles: Banco do Brasil, CCR, Vale, Cosan, Vivo e Gafisa. No ano, a carteira da corretora acumula alta de 3,39%, enquanto o Ibovespa subiu 1,23%.

Portfólio sugerido:

Empresa

Código

Preço-alvo*

Upside**

Peso

CESP

CESP6

R$ 32,60

28,85%

7%

Banco Panamericano

BPMN4

R$ 13,10

55,95%

5%

CCR Rodovias

CCRO3

R$ 46,00

5,38%

10%

Cosan

CSAN3

R$ 34,50

37,23%

7%

EZTEC

EZTC3

R$ 17,50

53,51%

7%

Itaú Unibanco

ITUB4

R$ 45,30

11,93%

7%

OGX

OGXP3

R$ 30,50

38,52%

12%

Pão de Açúcar

PCAR5

R$ 69,00

18,25%

7%

Petrobras

PETR4

---

---

10%

CSN

CSNA3

R$ 36,00

22,74%

9%

Vale

VALE5

R$ 52,50

13,39%

11%

Vivo

VIVO4

R$ 61,00

32,03%

8%

Preço-alvo para 12 meses

**Com base na cotação de fechamento do dia 30 de setembro

FONTE: InfoMoney - Equipe InfoMoney - 01 de Outubro de 2010