EZTEC na Mídia

SÃO PAULO - Em sua carteira recomendada para o período entre 27 de janeiro e 2 de fevereiro, a Gradual Investimentos fez apenas uma alteração em relação as seu portfólio anterior, tendo substituído os papéis do Itaú (ITUB4) pelas ações da Cemig (CMIG4).

De acordo com os analistas da corretora, a Cemig “tem se destacado dentro do processo de consolidação do setor elétrico brasileiro”, tendo realizado diversos processos de aquisições nos últimos anos. Assim, a recomendação se justifica, pelos múltiplos atrativos e pelas perspectivas favoráveis em termos de ganhos com sinergias em 2011, decorrentes de suas principais aquisições, de Light e Terna.

Já em relação aos papéis do banco, a exclusão acontece em meio à novas medidas de aperto monetário adotadas no cenário interno, que poderão reduzir o ritmo de crescimento das carteiras de crédito no curto prazo. No entanto, os analistas ainda se mostram otimistas frente ao desempenho do setor financeiro em 2011.

Cenários

Analisando o plano externo, a percepção dos analistas é de que houve uma melhora nos últimos dias, com destaque para a sequência de dados positivos. Na Europa, por exemplo, ficou em destaque a melhora do PMI (Purchasing Manager‘s Index) em janeiro, superior tanto ao que o mercado aguardava.

Ainda por lá, o primeiro leilão de bônus do programa EFSF (Linha de Estabilidade Financeira Européia - na sigla em inglês) teve bons resultados, atraindo uma demanda de € 44,5 bilhões para a emissão de € 5 bilhões. “A maior confiança dos investidores também permitiu à Espanha colocar novos títulos de curto prazo com uma taxa inferior à praticada no leilão”, aponta os analistas.

Passando para o cenário norte-americano, o destaque ficou com a união de números positivos em relação à economia com resultados corporativos favoráveis. O sentimento positivo também foi impulsionado pelo recente discurso realizado por Barack Obama, no qual o presidente dos Estados Unidos enfatizou a criação de empregos e o estímulo ao crescimento econômico.

Indo na contramão de tais desempenhos, o mercado brasileiro mostra cautela diante da condução da política monetária conduzida pelo Banco Central, segundo a Gradual, e também frente às novas medidas de aperto monetário que possivelmente serão adotadas com o objetivo de conter a alta da inflação e a apreciação do dólar frente ao real.

Desempenho

Na última semana, a carteira recomendada da Gradual teve desempenho superior ao Ibovespa. Apesar de ter registrado variação negativa, as perdas do portfólio da corretora ficaram em 1,7%, frente a uma queda maior do Ibovespa, de 3,12%. Já no acumulado do ano, a carteira semanal da Gradual acumula uma leve alta de 0,73%, enquanto o índice cai 0,86%.

Confira a carteira recomendada:

Empresa Código Preço-alvo* Upside** Peso
Petrobras PETR4 R$37,50 40% 20,0%
Vale VALE5 R$60,50 15,0% 15,0%
Eternit ETER3 R$14,00 24,0% 10,0%
EZTEC EZTC3 R$18,00 17,0% 10,0%
Cemig CMIG4 R$34,00 22,0% 10,0%
Fibria FIBR3 R$35,00 30,0% 10,0%
Randon RAPT4 R$15,10 18,0% 5,0%
Lojas Americanas LAME4 R$20,00 36,0% 5,0%
CCR CCRO3 R$53,00 10,0% 5,0%
Gerdau Met GOAU4 R$38,00 46,0% 5,0%
Cremer CREM3 R$23,00 34,0% 5,0%

* Preço-alvo para 12 meses

**Potencial de valorização em relação ao fechamento de 26 de janeiro

FONTE: InfoMoney - 27.janeiro.2011