EZTEC na Mídia

São Paulo - Os imóveis de dois dormitórios sem elevador e do segmento econômico lideraram os lançamentos realizados no interior paulista nos últimos anos, de acordo com estudo divulgado ontem pelo Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP).

A pesquisa, que foi elaborada pela empresa Robert Michel Zarif Assessoria Econômica, em parceria com a vice-presidência do Interior do Secovi-SP e o departamento de Economia e Estatística do Sindicato, teve como foco empreendimentos residenciais verticais dos municípios de São José do Rio Preto (janeiro de 2007 a maio de 2010), Campinas (fevereiro de 2007 a julho de 2010), Sorocaba (julho de 2007 a setembro de 2010), Jundiaí (abril de 2007 a novembro de 2010) e Bauru (janeiro de 2004 a janeiro de 2011).

Conforme a entidade, o resultado pode ser atribuído à facilidade de crédito para a compra do imóvel, ao programa "Minha Casa, Minha Vida" e ao aumento da renda das famílias das classes C e D

Nos períodos analisados, em São José do Rio Preto o segmento econômico de dois dormitórios representou 47,1% do total lançado, o equivalente a 1.556 unidades. Em Campinas, 42,2% (8 358 unidades), em Sorocaba, 57,2% (5.740 unidades), em Jundiaí, 33,8% (3.744 unidades), e em Bauru, 42,4% (2.033 unidades). Reflexo direto da maior demanda no segmento econômico, as unidades de 46 metros quadrados a 65 metros quadrados foram as que tiveram maior número de lançamentos e vendas. A exceção fica para a cidade de São José do Rio Preto, que teve um número superior de unidades lançadas com até 45 metros quadrados.

Já o preço do metro quadrado dos imóveis variou de R$ 2 mil a R$ 2,3 mil, de acordo com o município, sendo Campinas o mais caro e Sorocaba e São José do Rio Preto os mais baratos. Nos segmentos tradicionais, o preço varia de R$ 2,4 mil a R$ 4,9 mil, dependendo do município, localização e padrão. O número de lançamentos no período analisado foi de 3.298 unidades em São José do Rio Preto, 19.773 unidades em Campinas, 10.039 unidades em Sorocaba, 11.066 unidades em Jundiaí e 4.799 unidades em Bauru.

Empresa

Por meio de comunicado, ontem, uma das maiores empresas do setor de construção civil que atuam no País, a EZTEC anunciou que pretende realizar R$ 1 bilhão em lançamentos este ano, e deve atingir margem líquida de 30% nas operações em 2011. Ontem, a EZTEC ressaltou, por meio de nota, que as projeções podem sofrer alterações, mas a empresa parece confiante no mercado e investirá em novas unidades este ano, mais do que no ano anterior.

FONTE: DCI - 15.fevereiro.2011