EZTEC na Mídia

SÃO PAULO - O Ibovespa despenca 5,34% nesta segunda-feira (8), pressionado pelo corte no rating da dívida dos EUA de AAA para AA+ anunciado pela S&P na noite da última sexta-feira (5). Diante disso, todas as empresas listadas no Ibovespa registram queda no pregão.

Entre as blue chips, a Petrobras (PETR3, R$ 21,25, -5,68%; PETR4, R$ 19,01, -5,80%), Vale (VALE3, R$ 41,47, -5,71%; VALE5, R$ 38,18, -5,10%) e OGX (OGXP3, R$ 9,93, -9,73%) registram fortes quedas, contribuindo para a pressão sobre o índice.

Corte do rating fragiliza mercado

A S&P anunciou a decisão do corte no rating da dívida dos EUA de AAA para AA+ com a justificativa do incremento do déficit fiscal do país, bem como pelo risco político para se adotar novas medidas de controle de gastos, uma vez que o Congresso mostrou dificuldade de se chegar a um acordo quanto ao aumento do teto da dívida do país. A notícia pressiona os mercados externos, refletindo no desempenho do Ibovespa.

Além disso, a Europa também atua como uma fonte de preocupação para os investidores, os quais temem que novos rebaixamentos possam ocorrer no Velho Continente por parte da S&P. Por lá, o BCE (Banco Central Europeu) está atuando no mercado secundário e comprando títulos da dívida de países como Espanha e Itália.

Cesp e Light divulgam resultados trimestrais

A Cesp (CESP6, R$ 28,07, -4,52%) informou que seu lucro líquido caiu 7,6% no período, na comparação anual, para R$ 72,56 milhões. Segundo o balanço, uma forte alta na tributação influenciou o desempenho negativamente.

Já a Light (LIGT3, R$ 25,45, -1,62%) encerrou junho com lucro de R$ 45 milhões, 67,1% a menos do que 12 meses antes, período no qual as principais linhas do balanço mostraram retração frente ao mesmo período do ano anterior.

Banco ABC Brasil também apresenta resultados

Enquanto isso, o Banco ABC Brasil (ABCB4, R$ 8,79, -3,62%) divulgou um lucro líquido de R$ 60,2% milhões para o segundo trimestre deste ano. O crescimento em relação ao mesmo período de 2010 foi de 20%. Entre janeiro e junho, o resultado total foi de R$ 116,90 milhões, 20,39% a mais na comparação anual.

Após o fechamento do pregão, cinco companhias vão apresentar seus números para o trimestre. São elas a Mills (MILS3, R$ 17,99, -5,72%), o Banco Indusval (IDVL4, R$ 8,39, -0,24%), a Eucatex (EUCA4, R$ 5,50, -8,18%), a Technos (TECN3, R$ 14,10, -4,73%) e a EZTEC (EZTC3, R$ 12,55, -4,20%).

BR Malls

Entre os noticiários corporativos, a BR Malls (BRML3; R$ 15,86, -2,10%) fechou parceria com o Grupo Catuaí de shopping centers, do Paraná, adquirindo 70% da Alvear Participações. A empresa detém o controle total de quatro estabelecimentos no estado. O total a ser desembolsado pela companhia será de R$ 772,8 milhões, sendo que dois dos shoppings já se encontram em operação, e outros dois ainda serão inaugurados

Agenda econômica

Diante da pressão vinda do cenário externo, os indicadores econômicos no front doméstico ficaram em segundo plano na sessão. O relatório Focus revelou um ajuste nas estimativas inflacionárias para este ano e para o próximo, as quais passaram de 6,31% e 5,30% para 6,28% e 5,27%, respectivamente.

Nesse sentido, o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor - Semanal), registra deflação de 0,01% na primeira semana de agosto, frente à queda de 0,04% na semana anterior, enquanto o IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna) mostra recuo de 0,05% em julho.

Enquanto isso, a balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 1,054 bilhão na primeira semana de agosto, com exportações de US$ 5,836 bilhões e importações da ordem de US$ 4,782 bilhões.

FONTE: InfoMoney - Nara Faria - 08.agosto.2011