EZTEC na Mídia

SÃO PAULO - A Octo Investimentos divulgou sua carteira recomendada para o mês de setembro, trazendo três alterações em relação ao mês anterior: saíram as ações da OGX Petróleo (OGXP3), AES Tietê (GETI3) e Multiplus (MPLU3), entrando no lugar os ativos de Redecard (RDCD3), Cetip (CTIP3) e JHSF (JHSF3).

A corretora condicionou a montagem da sua carteira dado o cenário instável, optando por players defensivos e menos sensíveis à conjuntura econômica externa.

Desempenho

Em agosto, a carteira da Octo registrou uma desvalorização de 0,51%, enquanto o Ibovespa caiu 3,96%. As ações do Banco do Brasil e da EZTEC foram os destaques positivos, com valorização de 1,64 e 7,0%, respectivamente. Já as ações do Itaú Unibanco tiveram queda de 7,3% no mês, mas continuam na carteira da corretora por ser uma boa oportunidade de investimento a médio e longo prazo na opinião dos analistas.

Vale: a corretora acredita que a empresa já incorporou os riscos da desaceleração global, o impacto sobre o preço das commodities, a politíca anti-cíclica chinesa, os riscos políticos do Brasil e a mudança de CEO. Além disso, a companhia deve ter melhores resultados, devendo ser um momento melhor para a performance do papel.

AmBev:a Octo recomenda compra dos papéis da Ambev pela expectativa de aumento do consumo interno, dado o aumento da renda disponível. As consistências nos resultados operacionais também se apresentam como positivos para posicionamento de compra da ação da companhia.

Itaú Unibanco: para a corretora, "a empresa apresenta fundamentos sólidos, destacando-se o elevado caixa livre, qualidade de carteira de crédito e capacidade de alavacangem", recomendando assim a compra de seus papéis. A atual conjuntura econômica, queda da inflação no segundo semestre e o menor risco de inadimplência também se apresentam como vetores positivos para posicionamento nos ativos do banco.

Banco do Brasil: o Banco do Brasil tem apresentado melhoras na carteira e aumentou a participação em créditos de menores riscos. "Entre os bancos grandes listados é o que apresenta múltiplos mais baixos, preço/lucro em torno de 6x, dividend yield próximo a 6% e, pelos fundamentos, recomendamos compra de BBAS3", afirma a Octo.

EZTEC: a empresa tem margens acima da média do setor e baixa alavancagem, sendo, segundo a corretora, consistente e com múltiplos com bastante atratividade. A empresa atingiu novos recordes nos números de lançamentos e vendas, consloidando a empresa como lucrativa, rentável, com fortes resultados operacionais e com novos terrenos para início de obras.

Redecard: a Redecard é recomendada pela procura da corretora por players mais defensivos, com base no critério de instabilidade global. A adquirente detém altas margens operacionais e apresenta uma forte geração de caixa, colocando-a entre as grandes pagadoras de dividendos listadas em Bolsa.

Cetip: a principal característica da Cetip é se apresentar como um player defensivo, sendo menos sensível à situação externa, além de entregar resultados consistentes, altas margens e apresentar forte geração de caixa.

JHSF: a JHSF atinge classes mais altas, sendo por isso uma aposta da corretora quando cenários de restrição de crédito e inflação são detectados, fatores estes que afetam o setor imobiliário brasileiro. A corretora também espera um aumento dos resultados da empresa no segundo semestre de 2011, considerando que este deve ser um bom momento para se posicionar no papel.

Confira as sugestões da corretora para setembro:

Empresa Código
AmBev AMBV4
EZTEC EZTC3
Redecard RDCD3
Itaú Unibanco ITUB4
Vale VALE5
Banco do Brasil BBAS3
Cetip CTIP3
JHSF JHSF3

FONTE: InfoMoney - Equipe InfoMoney - 05.setembro.2011