EZTEC na Mídia

A EZTEC obteve, no terceiro trimestre, suas maiores margens bruta e líquida desde a abertura de capital.No trimestre, a companhia registrou ,margem bruta de 54,9% ante os 51,5% do mesmo período do ano passado. A margem líquida foi de 45,1%, ante 43,6% no intervalo de julho a setembro de 2010. A margem apropriar ficou em 53,7% ante 49,9% no terceiro trimestre de 2010.

No acumulado de nove meses, a margem bruta ficou de 50%, ante a projeção de patamar mínimo de 40% para 2011, e a margem líquida foi de 44%, ante a meta de pelo menos 30% para o ano.

A melhora do desempenho desses indicadores resultou de lançamentos de imóveis com margens mais elevados e da economia de orçamentos em obras entregues, segundo o diretor financeiro e de relação com investidores da EZTEC, Emílio Fugazza.”Nas obras em execução, os custos têm caminhado com o INCC,não havendo descolamento”, acrescentou o executivo.

A EZTEC obteve lucro líquido de R$76,3 milhões no terceiro trimestre, 2,3% abaixo da cifra do mesmo período do ano passado.Na comparação dos dois intervalos, a receita teve queda de 5,6%, para R$169,3 milhões. Conforme Fugazza, boa parte do efeito dos lançamentos realizados em 2010 na receita ocorrerá em 2012, já que as obras referentes a esses imóveis ainda estão em fase inicial.

As vendas de dois empreendimentos lançados no segundo trimestre - Still Vila Mascote e Sophis Santana - não começaram a ser reconhecidos na receita do terceiro trimestre por encaixarem no critério de venda suspensiva , ou seja, abaixo de 50% de comercialização ou menos de seis meses contados desde o lançamentos. Pesou ainda na comparação o fato de a receita registrada no terceiro trimestre de 2010 ter refletido impacto do maior volume de vendas de unidades construídas, devido a campanhas de marketing.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização caiu 10,6% para R$67,3% milhões na comparação dos dois períodos. Consequentemente, a margem Ebitda recuou de 42% para 39,8%. Além do menor reconhecimento da receita, o Ebitda teve queda em decorrência do aumento de 37,7% das despesas comerciais e administrativas, para R$24,1 milhões.No terceiro trimestre, a EZTEC reconheceu todas as despesas referentes aos lançamentos que fará no quarto trimestre, como gastos com construção de estandes de vendas e apartamentos decorados.

A companhia vai lançar cinco empreendimentos da segunda quinzena de novembro até a primeira quinzena de dezembro. No terceiro trimestre, a EZTEC lançou R$108,5 milhões , 10,9% a mais que no mesmo período de 2010.

De janeiro a setembro, o valor global de vendas (VGV) próprio dos lançamentos somou R$778,4 milhões, ou seja 70,7% do ponto médio da meta para o ano.

A EZTEC tornou-se geradora de caixa no segundo trimestre de 2010 e vem utilizando parte desses recursos nas obras, reduzindo o financiamento à produção. No terceiro trimestre de 2011, a companhia teve fluxo de caixa positivo de R$274,4 milhões. A disponibilidade de caixa e as aplicações financeiras chegaram a R$314 milhões e as dívidas com o SFH para produção somaram R$39,3 milhões. A EZTEC tem R$183,4 milhões em recebíveis performados (de unidades prontas), com remuneração de IGPM mais 12% ao ano e que podem securitizados. O banco de terrenos corresponde ao VGV próprio potencial de 4,4 bilhões.

FONTE: Valor - Chiara Quintão - 09.novembro.2011