EZTEC na Mídia

SÃO PAULO - "Um dos melhores resultados que já tivemos nos últimos tempos". Essa foi a definição do diretor de relações com investidores da EZTEC (EZTC3), Emílio Fugazza, sobre os resultados trimestrais da companhia, divulgados na noite da última quarta-feira (9).

Tal otimismo se baseia principalmente no fato dos resultados da empresa terem se tornado muito mais operacional do que financeiro. Conforme Fugazza explicou ao Portal InfoMoney, o resultado financeiro teve participação de apenas 6% no desempenho final, contra fatia de 10% vista no primeiro quarto de 2011. Além disso mostrar ainda maior participação da atividade operacional da EZTEC, a queda no resultado financeiro reforça que o capital da empresa está sendo usado para investimentos.

Outro ponto bastante exaltado por Fugazza foi o aumento da margem bruta (Lucro Bruto/Receita Líquida), que passou de 47,3% para 50,4% entre o 1T11 e 1T12, mesmo com o aumento da execução de obras no período. "Ou seja, estamos conseuguindo reduzir os custos das nossas obras", complementa o diretor de RI da empresa.

Durante o primeiro trimestre de 2012, a receita líquida da EZTEC ficou praticamente estável em R$ 185,9 milhões. Já o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) subiu 7,2% frente ao mês período de 2011, fechando em R$ 73,1 milhões. Com isso, a margem Ebitda (Ebitda/Receita Líquida) subiu 2,3 pontos percentuais, chegando aos 39,3%. Já a margem líquida (Lucro Líquido/Receita Líquida) atingiu 42,1%, 12,1 p.p. superiores ao mínimo previsto no guidance de 2012.

Confiança nas vendas e nos lançamentos

Apesar de todo esse otimismo, o balanço trimestral da companhia não trouxe apenas números positivos. As vendas contratadas mostraram queda de 36,3% em comparação ao 1T11, ficando em R$ 238,9 milhões, enquanto o VGV (Volume Geral de Vendas), recuou 67,6%, para R$ 144,2 milhões, fazendo com que o volume de lançamentos no período alcançasse apenas 11,1% do ponto médio do guidance estimado para este ano.

Esses números, no entanto, parecem não preocupar Fugazza, que segue bastante confiante com o cumprimento do guidance. O diretor fundamenta seu otimismo pelo fato da EZTEC possuir atualmente um banco de terrenos na faixa de R$ 4,5 bilhões, enquanto o guidance de lançamentos da empresa para o ano é de algo entre R$ 1,2 bilhão e R$ 1,4 bilhão.

"Ou seja, temos quase três anos de lançamentos da companhia já comprados", explica Fugazza. "Temos projetos mais que suficientes para atingir esse guidance", complementa.

Entrevista à InfoMoney TV

Emílio Fugazza fará uma entrevista para a InfoMoney TV ainda nesta quinta-feira (10), onde ele falará mais sobre o balanço trimestral apresentado pela EZTEC no primeiro trimestre, bem como as perspectivas para os próximos resultados da companhia.

FONTE: InfoMoney - Thiago Salomão - 10.maio.2012