EZTEC na Mídia

28/08/2017, por Leonardo Desideri, Folha de S.Paulo

http://www1.folha.uol.com.br/sobretudo/morar/2017/05/1887918-guarulhos-tem-metro-quadrado-mais-barato-da-regiao-metropolitana-de-sp.shtml

Guarulhos ganha investimentos em áreas periféricas

Dono de imobiliária na cidade, João Luiz Quim diz que a metade dos clientes que o procura é da capital. Na maioria, gente que trabalha na zona norte e na zona leste de São Paulo.

Há oito anos o funcionário público Washington Duarte, 48, decidiu trocar a Vila Guilherme, na zona norte, por uma casa em Guarulhos. Gostou tanto que em 2014 decidiu, ao lado da mulher, comprar um apartamento na planta na cidade.

Entregue no fim de 2015, seu apartamento tem 43 metros quadrados, dois dormitórios e fica no condomínio Residencial Seasons Family, no bairro de Pimentas. O empreendimento tem área verde, churrasqueira e salão de festas, com preço médio de R$ 3.348 o metro quadrado.

O que mais atraiu o casal foi o baixo custo do condomínio, de cerca de R$ 190 por mês, e o tamanho do apartamento, que se adequava a realidade.

"Como éramos apenas eu e minha mulher, procurávamos alguma coisa não muito grande. Não adiantava ser muito espaçoso", diz ele.

Segundo o consultor imobiliário Humberto Silva, que trabalha em Guarulhos, apartamentos com áreas privativas grandes e mais de dois dormitórios não são muito procurados na maioria das regiões da cidade. Os empreendimentos são voltados sobretudo para a classe média.

"Faz tempo que não negocio apartamentos novos de três dormitórios. O valor não compensa para a maioria dos clientes", diz ele.

A ampla quantidade de opções mais acessíveis se reflete nos negócios: Guarulhos teve registrou mais vendas de imóveis novos em 2016 do que em 2015. Foram 1.533 unidades vendidas em no ano passado, contra 671 em 2015. No ABC, as vendas caíram para menos da metade e, em Osasco, para um quarto.

PERIFERIA

A explicação para o grande número de lançamentos com preços competitivos em Guarulhos pode estar na disponibilidade de terrenos em zonas periféricas da cidade, diz Cláudio Pires Costa, gestor regional de obras da construtora MRV.

"Ainda há muitos lotes grandes sem ocupação", afirma. Segundo ele, para fazer empreendimentos nesses locais, é preciso investir também na infraestrutura dos bairros, com a implantação de redes de água, esgoto e energia. Assim, para viabilizar lançamentos nessas áreas, é preciso construir condomínios com maior número de unidades do que o normal.

A própria MRV entregou em fevereiro deste ano o Spazio Santa Bárbara, no bairro de Gopoúva, com apartamentos de 37 a 44 metros quadrados a R$ 4.300 o metro quadrado. O empreendimento oferece área de lazer.

ALTO PADRÃO

Apesar da predominância de apartamentos pequenos, Quim, da Tropical Imóveis, diz que a oferta de apartamentos maiores de alto padrão está aumentando em Guarulhos.

João Henrique Lopes, diretor da imobiliária Lopes, avalia que a cidade é opção para quem quer estar perto de São Paulo, mas deseja ter um imóvel com mais espaço.

"Uma família que está procurando algo de 90 metros quadrados na zona norte da capital pode ver um apartamento de 120 metros quadrados em Guarulhos", diz ele.

Um dos exemplos recentes de alto padrão em Guarulhos é o Cidade Maia Reserva, da Eztec, com unidades de até 154 metros quadrados, que tem de três a quatro dormitórios. O condomínio tem área de lazer completa e previsão de entrega para novembro.