EZTEC na Mídia

SÃO PAULO - Após a EZTEC (EZTC3) divulgar alta de 47,2% no lucro líquido no segundo trimestre, na comparação anual, a Gradual revisou o preço-alvo dos ativos para R$ 14,00, representando upside de 43,3% frente ao fechamento desta terça-feira (10), e reforçou a recomendação de compra para o papel.

O analista Flávio Conde destacou que a principal preocupação de alguns investidores, referente à manutenção das margens, se mostrou exagerada, uma vez que houve aumento de 3 pontos percentuais na margem bruta, chegando a 42,6%.

Ação descontada

Apesar da alta recente das ações da construtora, Conde acredita que ainda há espaço para avanços, uma vez que os múltiplos permanecem atrativos. "O múltiplo P/L (relação entre preço da ação e lucro esperado) está em apenas 6,5 vezes em 2010, enquanto para 2011 está em 4,8 vezes" diz o analista, comparando com a média do setor de 13,8 e 10,8 vezes, respectivamente.

Assim, Conde sustenta que o desconto ainda persiste em relação à média dos pares, o que sugere que o papel da empresa pode performar acima da média.

Destaques do resultado

Os lançamentos do período foram considerados fortes, e o analista lembrou que se o ritmo for mantido, o ponto médio do guidance do ano (R$ 800 milhões) deve ser atingido já no terceiro trimestre.

A velocidade de vendas de 41,5% também mereceu elogios, ainda mais considerando o forte aumento de lançamentos no período.

Por fim, Conde observa que o modelo de negócio da companhia - que atua de forma integrada como incorporadora, construtora e imobiliária -, juntamente com o seu porte, explica as altas taxas de rentabilidade, sobretudo na comparação com os pares do mercado.

FONTE: InfoMoney - Beatriz Nantes - 10.agosto.2010